29/10/2018 às 11:10

Comércio capixaba pode faturar R$ 52 milhões com vendas de fim de ano

 
 
As expectativas de vendas para os comerciantes do setor varejista são boas para o Natal de 2018. A perspectiva para as vendas do comércio do Espírito Santo é de um crescimento de 1,8% em relação ao mesmo período do ano passado, o que representará um aumento de faturamento real de R$ 52 milhões no comércio capixaba, segundo estimativa da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Espírito Santo (Fecomércio-ES). Embora possa parecer tímido, esse potencial de crescimento representará uma alta após três anos consecutivos resultados negativos nas vendas. Em 2017, por exemplo, a queda foi de 2,3% na comparação com 2016.
 
Um somatório de fatores influenciou a expectativa de alta para as vendas do Natal desse ano. O desempenho das vendas do comércio varejista do Espírito Santo vem sendo destaque nacional, principalmente na comparação com o ano passado: o comércio restrito acumulou de janeiro a agosto um crescimento de 7,9% e no comércio ampliado o crescimento acumulado no ano foi de 14,6% em relação ao mesmo período de 2017.
 
Considerada a melhor e a mais esperada data comemorativa para o comércio em todo o país, o Natal é seguido de outras festividades que acontecem no mês de dezembro e que, juntas, são uma oportunidade de potencializar as vendas e fechar o ano no azul. Devido ao apelo emocional que a data traz, os consumidores não deixaram de presentear. O valor desembolsado para o presente deverá ser em torno de R$ 150,00 e os alimentos, vestuário, brinquedos, eletroeletrônicos e telefonia celular devem ser as principais escolhas. 
 
Segundo o presidente da Fecomércio-ES, José Lino Sepulcri, mesmo com esses indicadores positivos no comércio capixaba, os resultados ainda não se traduzem em aceleração do setor devido ao ambiente de atividade econômica ainda em recuperação lenta, processo eleitoral e desemprego elevado, o que tem freado avanços mais significativos. “De fato, o clima de insegurança no país gerado por esses fatores tem contido consumidores de ir às compras e comerciantes de fazer investimentos. No entanto, para um ano repleto de desafios, os números já são melhores que nos anos anteriores e, gradativamente, a expectativa é de que seja possível avançar cada vez mais”, ressalta. 
 
Contratações 
 
Neste final de ano, haverá contratações temporárias, que sempre acontecem nessa época do ano por conta da maior demanda. Outro fator a influenciar esse movimento é que o comércio já está com o quadro de funcionários bastante enxuto, gerando a necessidade de reforçar a equipe de vendas para o final do ano. 
 
O presidente da Fecomércio-ES afirma que cerca de 3 mil vagas temporárias serão abertas no comércio de todo o Estado, considerando o último trimestre do ano. E 2 mil vagas para o setor de serviços, atividade muito demandada nesta época de fim de ano, com as férias e, especialmente, porque caminha para a alta temporada do turismo capixaba, cada vez mais fortalecido. “No entanto, elas devem acontecer com mais expressividade nos dois últimos meses. Desse resultado, é esperado que 20% dos ocupantes das vagas temporárias possam ser efetivados para o ano que vem”, explica. 
 
Fonte: Fecomércio ES
Problemas com a imagem
Problemas com a imagem
Problemas com a imagem
Problemas com a imagem

Sobre o Sindicato

Sindicato dos Lojistas do Comércio de Guarapari

  • Endereço:
    Av. Ewerson de Abreu Sodré, Ed. Stephanie, 2º Andar, 930 - Muquiçaba
  • CEP: 29215-010
  • Processo: 1227
  • Telefone(s):(27) 3361-5622
    Fax:(27) 3361-0733
  • Email contato: sindilojasguarapari.presidencia@gmail.com
  • Presidente:
    DARCY JÚNIOR LUGÃO DOS SANTOS